Flor do Pântano

meusPoemasT

Flor do Pântano
Graça Cardoso

Todos admiravam a bela flor
De pétalas brancas como uma nuvem.
Iluminava ainda mais com os raios de sol.

Havia uma flor plantada em um pântano
Estrada estreita
Por lá passavam
Bravos forasteiros

Alguns tentaram levá-la
Mas em vão!
Seu perfume contrastava com a lama.

Conquistava corações
Um jovem sonhador
Vindo do Oriente, clamou!
Minha bela flor…
Daqui a levarei para ser meu amor.
Em vão!
Ali permanecia a flor…

De olhos azuis celestes, experientes
Outro jovem tentou arrancá-la
Em vão!
Ali permanecia a flor…

Bela de raro perfume, mais triste ficava
Pois todos que por ali passavam
Nada poderiam fazer para levá-la.

Mas outro jovem talentoso
Coração amoroso
Passou conquistar de mansinho
Um pouco de terra foi deixando
No solo pantanoso foi firmando

A bela flor, mais formosa.
Esperava com paciência
Que desta feita
Sairia para sempre da lama

Não!
Mesmo com esforço supremo.
O jovem talentoso
Levaria dali uma vida
Pois suas raízes eram profundas
E seu destino estava definido
Ali permaneceria

E crer…
Que tudo nesta vida tem seu lugar reservado
Mesmo que para o resto do mundo
Pensem que está em lugar errado!

© FBN n° 341.935 Livro 629 Fl 95

Anúncios

3 comentários em “Flor do Pântano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s